sábado, fevereiro 25, 2012

Na Palma Da Mão: Cap. 14

Plano
            - O que você estava pensando em fazer? Você é mãe dela entende melhor ela do que eu – perguntou Jorge a Estela.
            - O que acha que eu sei? Eu não posso simplesmente colocá-la de castigo apontar o dedo na cara dela e dizer que ela não pode fazer isso. Ela não pararia. Na verdade, nem sei quando começou a mexer com magia negra. Isso não é normal para alguém da idade dela, não é normal para idade nenhuma.
Eles passaram a se encontrar mais. A funerária vazia deixava o ambiente maravilhoso para discutir um plano.
Jorge só conseguia pensar em como a garota havia estragado seu sonho. Em como a garota deveria levar uma boa recordação para nunca mais fazer o que fazia. Ele era perverso, já tinha um plano.
Estela, mesmo sendo mãe não queria que a filha continuasse o que estava fazendo. Ela havia matado a irmã, Heloísa estava morta porque ela lavou a mão, Estela não conseguia esquecer. E não era apenas isso que a incomodava. As pessoas começariam a desconfiar. Jorge foi apenas o primeiro, quem mais viria procurá-la? Ela não queria esperar mais ninguém. Já estava cansada de chorar pela filha. Estava cansada de se perguntar “Foi certo mandá-la embora?” o problema é que no fundo ela sabia que não, mas tinha um lado dela que não conseguia pedir desculpas a filha. E mesmo se pedisse, ainda acharia que sim, desculpas não eram o bastante. Tinha que vingar a morte da filha, aliás ela havia pedido em seu sonho. E sonhos sempre foram motivo de decisões para Estela. Ela sabia que era isso que a filha queria. A sua assassina morta. E ela também queria. Mas ela não via a assassina como sua filha, via Vick como uma louca vestida de preto e cara encapuzada com as mãos na água. Para ela isso não foi uma escolha que Vick fez, e sim um plano. A garota sempre quis chamar atenção, ela pensava. Sempre de preto. Queria muita coisa, uma irmã a mais iria lhe tirar o conforto.
            - Foi isso, puro egoísmo – ela pensou alto.
Jorge não disse nada. Também estava pensando. Pensando em todos que ele queria mortos. “Seria uma honra ter o caixão do prefeito ou do diretor da escola encomendados por ele. Sim seria.” Ele achava que a garota poderia ajudá-lo, achava que sua suposta magia negra pudesse matar quem ele quisesse.
Sem Jorge e Estela soubessem qual era a verdadeira causa da menina.
           - Qual o plano? – Estela perguntou com um olhar malvado.
Continua...

2 comentários:

Viviane Cândido disse...

Agora to mega curiosa para saber o que eles estão tramando contra a Vick. (ansiosa)

beijinhos.

Raquel Miranda disse...

Hum.. que bom que está ansiosa!
\o/

Postar um comentário

Oque vocês acharam? Vou adorar saber a opinião de vocês!
beijos e voltem sempre!